Novo Tratamento para Sífilis

Se você está lendo esse artigo é porque quer saber sobre a Síflis (DST), uma doença que afeta milhares de pessoas e é transmitida pelo ato sexual. Continue lendo o artigo e entenda melhor essa doença.

Sintomas

A Sífilis apresenta vários sintomas, que podem variar de acordo com o estágio em que a doença se encontra. Nem sempre os sintomas tem a mesma ordem, uma vez que as fases podem se sobrepor. São quatro estágios da sífilis, primário, secundário, latente e terciário. Veja a seguir os sintomas de acordo com cada estágio da doença:

– Estágio primário: aparecem feridas onde está a infectado, no período entre 14 e 21 dias. Quando as feridas se localizam no colo do útero ou no reto não é possível detectá-las. Mesmo que a pessoa não trate a doença as feridas costumam sumir no período de um mês e meio.

– Estágio Secundário: as pessoas que não tratam a sífilis no primeiro estágio (cerca de 33%) tendem a desenvolver o segundo estágio da doença. Os sintomas são: dores de garganta, dores musculares, febre, não consegue engolir. Além desses sintomas também podem aparecer outros como, por exemplo, manchas vermelhas na pele, ínguas nas axilas, e em outros locais, o baço aumenta e o fígado.

– Estágio Latente: esse estágio ocorre quando a sífilis não está agindo no organismo, quando ela está dormente, não apresenta sintomas. A doença pode nunca se manifestar no organismo, mas pode evoluir indo para o pior estágio o terciário.

– Estágio terciário: esse é o pior estágio da sífilis é quando ela apresenta todos os sintomas, inclusive muita dor.

Causas

A Sífilis é uma doença muito perigosa, inclusive porque é silenciosa, pois uma vez que a pessoa é infectada pela bactéria, Treponema pallidum, ela fica no organismo sem se manifestar. Nesse tempo a pessoa vai transmitindo a bactéria para outras pessoas sem saber que está com a doença, pois ela pode levar até 10 anos para se manifestar. A transmissão pode ocorrer através da relação sexual e por cortes pequenos na pele, como também por mucosas. O seu contágio se dá no início, quando a bactéria está inativa no organismo, também se dá na fase 1 e 2.

A sífilis pode ser congênita, ou seja, passada de mãe para filho, na hora do parto ou durante a gestação. É muito difícil a transmissão ocorrer através do beijo, depois que a doença é curada ela não volta, a não ser que haja novo contato com uma pessoa infectada com a doença. Como já foi dito acima a Sífilis é uma doença transmitida de pessoa para pessoa, a melhor forma de evitar o contágio é tomando certos cuidados, como por exemplo, não transar sem camisinha.

Tratamentos

Primeiro é necessário procurar ajuda médica para diagnosticar se a doença está no organismo. Vale lembrar que os sintomas da sífilis é facilmente confundido com os de outras doenças, por isso é necessário que o médico peça exames para comprovar a presença da bactéria no organismo. São feitos exames de sangue, exames de bactérias se for necessário e pulsão lombar. A sífilis deve ser tratada com antibiótico, a Penicilina é o mais indicado, uma vez que apenas uma injeção já é o bastante para impedir que a doença evolua de estágio. Depois de fazer o tratamento é importante fazer exames de rotina até 2 anos depois para garantir que a bactéria não voltou.

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Está página foi lhe útil? Por Gentileza Compartilhe. É muito importante para nós!